quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Hieros Gamos



"O termo “Hieros Gamos” deriva das palavras gregas que significam “casamento sagrado” e tem as suas raízes na Suméria há 5.500 anos atrás.
O ritual Hieros Gamos evoluiu até se tornar uma atividade espiritual altamente desenvolvida, a qual permitia ao homem obter o "conhecimento divino", através da união sexual ritualizada com uma mulher treinada como sacerdotisa.
 Esta teoria é baseada na filosofia de que o homem é, na sua essência, "incompleto" e apenas pode atingir a divindade ao casar com os princípios femininos de um modo espiritual e físico, o que  desperta um estado alterado da consciência no momento do clímax.
A gnose(conhecimento), fisiologicamente falando, seria o orgasmo ou clímax masculino - um breve vácuo mental, uma fração de segundo no qual todos os pensamentos ficam ausentes. Na mitologia, nesse instante de êxtase no qual sua mente ficava totalmente vazia, ele podia ver Deus.
Através de um estudo cuidadoso de passagens bíblicas e a análise sistemática do simbolismo herético medieval, concluiu-se quando Maria Magdala(Madalena) ungiu Jesus no momento que este se sentou para jantar com seu irmão Lázaro, ungiu não só os pés mas também a cabeça.
Pensa-se, que este ato de Maria, foi parte de um rito egípcio relativo a Ísis e Osíris, por meio do qual o rei-sacerdote é ungido pela rainha-sacerdotisa em preparação para o seu ritual de união, o hieros gamos ou casamento sagrado."