terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Varinha Mágica

A varinha mágica é um símbolo de força ,vontade e poder.
Ela é a extensão do braço da brux@
Minha primeira varinha,foi confeccionada por mim  e a usei por muitos anos...mas senti a necessidade de adquirir outra assim que bati os olhos nela(até antes ,não sabia rs).
E foi assim que ela chegou nas minhas mãos hoje...encaminhada pelos Deuses.
Não sabia nada sobre ela ou sua madeira ,apenas a empatia  e a felicidade de encontrá-la.
E agora pesquisando um pouco mais,tenho a certeza de que TUDO  É PERFEITO!


Varinha de Sabugueiro e núcleo de ametista( Mystic Wand Varinhas)
Bastão
Também chamado de varinha. Assim como o athame, representa o falo do Deus Cornífero, possuindo, portanto uma energia masculina. É utilizado para traçar o círculo mágico, direcionar energias, encenar a fertilização da terra e desenhar símbolos no solo.

Preferencialmente é confeccionado pelo próprio bruxo, com um galho de árvore fino, podendo conter adornos e algum objeto em sua ponta, como um cristal ou uma ponteira de metal, e tradicionalmente deve ter a mesma medida do comprimento entre a ponta do dedo indicador e a parte interna do cotovelo do dono. Por simbolizar uma tocha, o bastão representa o elemento fogo, devendo ser posicionado no sul no altar.
(União Wicca do Brasil)

Sabugueiro

 (Scott Cunningham)                                               

Nome científico: Sambucus canadensis                      


Gênero: feminino

Planeta: Vênus

Elemento: água

Divindades: Holda, Vênus

Poderes: exorcismo, proteção, cura, prosperidade, sono


Usos rituais

O sabugueiro era usado em rituais fúnebres em um local chamado Long Barrows (monumento pré-histórico da época do Neolítico) na antiga Inglaterra. O sabugueiro era sagrado para muitas figuras de Deusas Mães devido a suas flores brancas. Acreditava-se que bruxas e espíritos habitavam dentro de um sabugueiro; isto porque ele sangrava na seiva vermelha quando era cortado. Antes de derrubar um sabugueiro, a seguinte fórmula era recitada:

"Senhora Ellhorn, doe sua madeira,
E eu lhe darei a minha,
Quando uma árvore eu me tornar."


Esses versos eram recitados de joelhos diante da árvore antes de fazer o primeiro corte, permitindo assim que a bruxa ou o espírito que habitasse ali dentro tivesse tempo de deixar o interior desta.


Usos mágicos


Se for usado, o sabugueiro impede agressores de qualquer tipo. Pendurado na porta de entrada e nas janelas, ele mantém o mal longe de casa. Ele também tem o poder de forçar qualquer mago maligno de liberar quaisquer encantamentos ou feitiços que possa ter sido lançado contra uma pessoa. As vagens, quando carregadas magicamente, protegem do mal e da negatividade. Cultivado no jardim, o sabugueiro protege a cada contra devastações de feitiçaria e funciona como escudo contra raios.

Para abençoar um lugar, pessoa ou objeto, espalhe as folhas e as vagens de sabugueiro aos quatro ventos no nome da pessoa ou objeto a ser abençoado. Depois disso, espalhe um pouco mais de sabugueiro sobre a pessoa ou objeto e estará feito!

Para afastar a febre, sacuda galhos de sabugueiro no chão enquanto se mantém em completo silêncio. Dores de dente podem ser aliviadas ao se mascar um galhinho de sabugueiro e depois colocá-lo na parede, dizendo:

"Saia, espírito maligno!"
Acreditava-se, antigamente, que maus espíritos pudessem causar dores de dente.

Para prevenir o reumatismo, amarre um galho de sabugueiro em três ou quatro nós e carregue-o no bolso.

Verrugas também podem ser curadas esfregando-se nelas um galho de sabugueiro verde, que depois deverá ser enterrado para que apodreça na lama.

Cultivado perto de casa, o sabugueiro concede prosperidade para a casa, e os galhos colocados sobre a casa protegem contra cobras e ladrões.

O sabugueiro é utilizado em cerimônias de casamento para trazer boa sorte ao casal, e mulheres grávidas beijam a árvore para trazer bons augúrios à criança que vai nascer.

Coloque vagens de sabugueiro debaixo do travesseiro se tiver dificuldades para dormir. Elas permitirão um sono tranquilo e leve.

Carregue o sabugueiro com você para prevenir o desejo de cometer adultério.

Faça flautas com os galhos e invoque os espíritos com sua música. Melhor se for feito à meia-noite, em um local deserto longe dos assombros humanos.

Muitas pessoas acham que é perigoso queimar a madeira do sabugueiro, e alguns ciganos proibiam estritamente seu uso como lenha para fogueiras. No entanto, magos usaram sua madeira em varinhas e bastões por séculos.


AMETISTA


"A ametista reflete a mudança de uma realidade para outra. É uma das pedras mais eficazes para serem usadas na meditação devido aos seus atributos calmantes que relaxam a mente de modo a libertar-se das tarefas e preocupações do dia a dia e a deixar-se deslizar para uma realidade mais alargada. Se desejar meditar com esta pedra, coloque-a na sua testa, entre os seus olhos ou no chakra da coroa (no topo da cabeça).
A ametista também ajuda na transição entre a vida e a morte."
(Universo de Luz)