sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

A Morte e o Carnaval

Muitos mitos associavam os ritos de carnaval ao arcano sem nome.

As celebrações marcavam o fim de um ciclo,no inverno ou primavera que correspondia a esperança de renovação e renascimento.
Ao mesmo tempo havia uma espécie de expurgo de toda a tensão e frustração do passado.

Nas representações teatrais,usavam personagens (do tarot inclusive)para falar de "verdades" ainda que como piadas,sendo assim aceitas por todos.

Era a Morte que abria e encerrava as festividades.

Na Catalunha do século XIV atores representavam a Morte,a Imperatriz,o Mago,o Eremita,o Hierofante e o Louco,encenando uma dança na qual a Morte convidava a todos participarem.

Curiosamente o Hierofante era o último a se render e chorava exageradamente com medo da Morte,fazendo rir a multidão.

E no auge dos "prazeres da carne" lá estava Ela,a Morte,lembrando a todos que até mesmo o prazer deve ter um fim.

(bibliografia:Mitos e Tarôs_Dicta E Françoise )


Nenhum comentário: