segunda-feira, 25 de abril de 2016

Hora de Agradecer

“Mãe, você me deu, agora eu lhe dou. Aceite de mim, o que eu recebi de você”.

Hoje,abri o Facebook dando de cara com essa frase.
Ela é parte de uma oração antiga,entoada nos ritos de saudação a Mãe Terra.

Comecei a pensar,sobre o  ato de retribuição,o que recebemos e o que doamos.
Seja na lida com a  terra ou no plantio metafórico de todos os dias,observamos
que a retribuição não tem sido equilibrada.

Ainda pensando nisso,reflito sobre o que está acontecendo atualmente,pego um baralho,tiro as cartas... A questão é sempre a mesma: "clareza para o momento",o que o Tarot pode trazer para a consciência.


Spiral Tarot


Plantamos de tudo na vida e em como toda plantação,há necessidade de se
cuidar do que foi plantado,preparar o terreno,limpar...
Colhemos o que plantamos,chega a ser redundante dizer,só que na verdade,
é muito mais do que isso,a terra generosa sempre nos presenteia com mais.

Começamos a achar que isso,era devidoao nosso esforço,e egoisticamente,
começamos a não agradecer mais pela generosidade da terra.

Plantar e colher tornou-se um gesto automático,prático e organizado,e até aí
ainda não é o problema.
O problema começou quando deixamos de ser gratos e retribuir.

A terra também seca,desgasta e morre,como tudo  é que explorado incessantemente pelo "homem" pode perecer.


Caminhamos para a Morte desde que nascemos e ainda não estamos conscientes disso.

A existência se dá quando retribuímos,quando fazemos alguma diferença
pela T-terra e seus habitantes.Se não existe retribuição,não existe nada...

Hoje o dia nos dá a chance de mudar algo,fechar um ciclo diferente e 
existir.

“Mãe, você me deu, agora eu lhe dou. Aceite de mim, o que eu recebi de você”.

A retribuição pode ser um gesto,um sentimento,uma ação,ou ainda,sair do
automatismo e acordar.

A Lua começa a minguar,o tempo a esfriar e Samhain(clique e saiba mais)  se aproxima.
O ciclo se fecha e é hora de agradecer.
Agradeçam  a todos que vieram antes de você.

“Mãe, você me deu, agora eu lhe dou. Aceite de mim, o que eu recebi de você”

beijos e bênçãos






Um comentário:

Joyce disse...

Que profundo!
Amei...